Serviços de migração para cloud AWS



A migração para a nuvem compreende o processo de mover os ativos de uma empresa, como aplicações, dados e outras informações de espaços físicos para ambientes de nuvem. Promovendo uma redução de custos operacionais, as organizações poderão usufruir de um serviço à medida das suas necessidades, beneficiando assim de uma maior flexibilidade, disponibilidade, acessibilidade e segurança na gestão da informação.

Da incubação global e integrada de projetos, à gestão e monitorização da sua execução, existe em nós a melhor solução de Nearshoring em IT. Respondemos às diferentes necessidades de desenvolvimento remoto dos seus produtos tecnológicos.
Para além disso, Portugal é considerado um destino privilegiado para a prestação deste tipo de serviços informáticos, pelas suas múltiplas vantagens.

Connecting with you

Quais os benefícios da migração para a nuvem?

Redução dos data centers

As infraestruturas tradicionais são caracterizadas pelo avultado investimento inicial, a que se seguem os custos operacionais. As instalações, energia, arrefecimento, upgrades e reparações, redundância de equipamentos, e os recursos humanos dedicados, são despesas recorrentes, independentes do nível de atividade. Em claro contraste, na cloud AWS não existem custos de investimento. Seguindo a máxima “pay as you go”, os custos de operação são unicamente dependentes do nível de atividade. Paga-se apenas pelo que se usa, e quando se usa.

Redução de custos operacionais

Com a migração da informação para a nuvem, é possível usufruir de um serviço de escalonamento dinâmico, uma vez que é necessário obter um fornecimento de mais serviços quando a operação assim o exige e, em contraste, optar pela diminuição ou remoção quando não são necessários. Esta componente reativa permite fazer face às oscilações verificadas nas necessidades organizacionais e, desta forma, equilibrar custos, uma vez que a utilização de recursos na cloud AWS ajusta-se automaticamente às necessidades, crescendo ou diminuindo, em tempo real. Não há assim necessidade de prever capacidade, não há saturação de recursos, nem capacidade desperdiçada.

Segurança da informação

Uma migração para a nuvem da AWS, ajuda as empresas a melhorar a acessibilidade e disponibilidade de dados, mantendo os padrões de segurança da informação através de constantes atualizações e monitorização dos mecanismos de segurança. A cloud AWS preconiza a utilização de encriptação quer no transporte quer no armazenamento dos dados. As arquiteturas implementadas restringem a acessibilidade ao estritamente necessário minimizando os pontos de falha. A monitorização contínua da utilização dos recursos combinada com um mecanismo versátil de alarmes permite a prevenção e deteção de intrusões.

Infraestruturas ágeis

Os serviços de migração para a cloud simplificam a complexidade de instalação e configuração das infraestruturas e da rede físicas. Operações que no local podem durar dias ou meses, demoram horas ou minutos. Na prática, são economizados tempo e recursos em implementação e manutenção que poderão ser alocados a outras áreas de negócio responsáveis pelo crescimento da operação.

Otimização da eficiência da operação

As equipas de trabalho irão experienciar novos níveis de produtividade. Com os serviços de nuvem da AWS é possível existir uma colaboração entre equipas, sendo que não será necessária a presença física num local específico para implementar, atualizar ou corrigir um serviço ou uma máquina, sendo por isso uma solução mais flexível, já que permite a redução ou extinção de tarefas desnecessárias, libertando as equipa de trabalho para outras tarefas de maior valor para o projeto.

Implementações mais rápidas

Através da migração da informação, terá a capacidade para implementar aplicações e serviços de forma mais célere, quando comparada com o tradicional processo que envolve a compra de servidores, instalação do sistema operativo e a respetiva colocação num centro de dados. Em contraste com o alojamento em nuvem, no modelo convencional de alojamento no centro de dados, as equipas de informática são confrontadas com a inevitabilidade de prever necessidade futuras. Este exercício de previsão é um processo que acarreta custos de recursos inutilizados ou recursos saturados. Com os serviços de migração para a cloud AWS, os recursos ajustam-se automaticamente às necessidades da sua empresa, aumentando ou diminuindo conforme o volume de solicitação.

Alta disponibilidade

No modelo clássico, a alta disponibilidade assenta na redundância de equipamentos ou recursos, com os custos inerentes. No modelo cloud da AWS, o estado de saúde dos recursos é monitorizado em contínuo sendo os mesmos substituídos automaticamente em caso de falha, sem interrupção dos serviços. Mais uma vez, seguindo a filosofia “pay as you go”, a substituição de um recurso não incorre em custos adicionais.

Que setores poderão impulsionar os seus negócios
com a migração para a cloud

Publicidade e Marketing

Impulsione os seus negócios de publicidade e marketing com soluções flexíveis, altamente escaláveis, elásticas e de baixo custo.

Governo

Serviços projetados para apoiar a atualização de agências governamentais, cumprir mandatos, reduzir custos, aumentar a eficiência e resultados.

Serviços Financeiros

Desenvolvimento de soluções seguras e inovadoras que aumentam o valor para clientes e acionistas.

<

Educação

Soluções que promovem o ensino, o envolvimento do aluno e que alcançam melhores resultados de aprendizagem, ampliando, por conseguinte, as operações de TI.

Retalho

Soluções em nuvem que apoiam o setor de retalho a acelerar a inovação, otimizando as suas operações e a satisfazer os clientes.

Viagens e Hospitalidade

Serviços que permitem alcançar uma vantagem competitiva perante a concorrência, e que otimizam a experiência do cliente e também a eficiência operacional.

Fábricas

Desenvolvimento de produtos e serviços inteligentes que impulsionam os níveis de performance em todas as suas operações.

Telecomunicações

Acelerar a inovação, escalando com confiança, adicionando agilidade com soluções de telecomunicações baseadas na nuvem da AWS.

Quais os passos para uma migração para
a cloud AWS


Avaliação

Planeamento

Migração

Evolução

A primeira fase é trabalhada em estreita colaboração com o cliente, com o objetivo identificar os ativos, a sua importância e forma de utilização.

Elencados os ativos, é feita uma correspondência com os serviços na cloud AWS, com vista a obter os melhores ganhos de poupança, performance, disponibilidade e segurança. É usual nesta fase selecionar um sistema e fazer uma prova de conceito por forma a demonstrar ao cliente as vantagens da adoção da cloud.
De acordo com as necessidades do cliente, é feito um plano de migração para a cloud, fundamentado nas melhores práticas preconizadas pela AWS na sua “Well Architected Framework”.
O plano estabelece um calendário de tarefas, enumera os interessados em cada fase e define métricas e ou objetivos a atingir.

Em cooperação com todos os interessados, a migração é um processo rápido que se apoia em ferramentas AWS que permitem uma transição segura e verificável dos diversos ativos para a cloud.

A estratégia de migração para a cloud tem sempre em vista a melhor relação custo/ benefício. Na fase de exploração, são continuamente avaliadas e identificadas oportunidades de melhoria que possam trazer vantagens incrementais em redução de custos, melhorias de performance, disponibilidade ou segurança.

Quais os tipos de migração
para a cloud

A migração para a cloud pode ser concretizada de diversas formas, que vão desde a migração da infraestrutura base sem qualquer tipo de alteração às aplicações, até projetos que envolvem alterações no código das aplicações.

A cloud permite vários modos de implementação em graus crescentes de abstração, que vão desde as máquinas físicas às arquiteturas serverless. Um maior grau de abstração permite um maior foco no negócio e uma menor dependência na infraestrutura, e maiores ganhos de rentabilidade, segurança e disponibilidade. O grau de maturidade dos sistemas tradicionais “on premisis”, juntamente com os objetivos a atingir pela adoção da cloud, condicionam o tipo de abordagens a implementar.

Realocar

Este tipo de migração para a cloud permite migrar a informação de forma rápida no seu estado atual, sem existir qualquer tipo de alteração no código e, consequentemente, no risco e no custo que essas alterações poderão representar. Ideal para situações em que é necessária uma migração rápida.

Readaptar

Esta estratégia de migração envolve algumas otimizações e mudanças para a cloud, empregando um modelo de plataforma como um serviço – PaaS (Product as a service). De uma forma geral, as aplicações mantêm a sua arquitetura e os developers retiram o melhor partido do potencial de trabalhar na cloud.

Rever

Com uma transição mais meticulosa e elaborada que os modelos anteriores, esta metodologia de migração para a cloud envolve possíveis alterações na arquitetura dos sistemas e no próprio código das aplicações. O objetivo passa implementar as alterações necessárias por forma a obter o máximo de rendimento de uma colaboração em cloud.

Reconstruir

Semelhante ao tipo de estratégia de migração anterior, esta poderá apresentar-se como um processo mais moroso pela possibilidade de existir a necessidade de reconstrução dos códigos base das aplicações, em prol de uma maior performance e segurança agora na cloud.

Substituir

Este cenário de migração de dados para a cloud é o que representa mais alterações na informação, uma vez que são repostas as aplicações pelo modelo SaaS – Software as a service. Uma das vantagens desta estratégia de migração passa pela redução de custos de desenvolvimento.

Realocar

Este tipo de migração para a cloud permite migrar a informação de forma rápida no seu estado atual, sem existir qualquer tipo de alteração no código e, consequentemente, no risco e no custo que essas alterações poderão representar. Ideal para situações em que é necessária uma migração rápida.

Readaptar

Esta estratégia de migração envolve algumas otimizações e mudanças para a cloud, empregando um modelo de plataforma como um serviço – PaaS (Product as a service). De uma forma geral, as aplicações mantêm a sua arquitetura e os developers retiram o melhor partido do potencial de trabalhar na cloud.

Rever

Com uma transição mais meticulosa e elaborada que os modelos anteriores, esta metodologia de migração para a cloud envolve possíveis alterações na arquitetura dos sistemas e no próprio código das aplicações. O objetivo passa implementar as alterações necessárias por forma a obter o máximo de rendimento de uma colaboração em cloud.

Reconstruir

Semelhante ao tipo de estratégia de migração anterior, esta poderá apresentar-se como um processo mais moroso pela possibilidade de existir a necessidade de reconstrução dos códigos base das aplicações, em prol de uma maior performance e segurança agora na cloud.

Substituir

Este cenário de migração de dados para a cloud é o que representa mais alterações na informação, uma vez que são repostas as aplicações pelo modelo SaaS – Software as a service. Uma das vantagens desta estratégia de migração passa pela redução de custos de desenvolvimento.

Comunique o seu negócio ao Mundo
COM OS NOSSOS RECURSOS TECNOLÓGICOS

Pedir Consultoria
Loading...